...

- Venham se trocar...Ficar de roupa de dormir é feio para as moça da sociedade...
Betina tentava não chorar enquanto gritava na direção das irmãs Lee. Seu semblante era de igual desespero, mas a forte escrava não demonstraria seu medo para que as demais não perdessem a esperança na vida. Diferente de Betina, Ester debulhava-se em lágrimas escandalosas sentada nos degraus da varanda... Chorava loucamente assustando a todos e, enquanto as irmãs dirigiam-se para seus quartos, a doce Mary optava por ficar ao seu lado, abraçando-a e consolando-a...

- Ester, não chore! Eles logo voltarão!
A mocinha dos cabelos cor de mel sentou-se bem pertinho da pequena inconsolável enxugando as lágrimas do rostinho negro...

- Eles logo voltarão. Eu acredito no papai... Eu acredito na força do nosso povo sulista...
- Mary, onde você esteve à noite toda? Eu sei onde você esteve a noite toda...
- Como? Eu não entendi...
A jovem Mary surpreendeu-se com a audácia da cativa que, repentinamente mudou os rumos da conversa e passou a atacá-la. Onde estava o choro? E o desespero? Onde estava o medo para que mudasse tão abruptamente o rumo das palavras?

(...)Abraçou sua possível delatora! Oraram juntas em silêncio... E enquanto Ester pedia a Deus para que jamais tivesse que presenciar as dores da guerra, Mary implorava a Deus para que a cativa jamais contasse a ninguém a respeito de seu paradeiro na noite passada.

2 comentários:

Tania Girl disse...

Quando a pagina do seu blog abriu, eu exclamei "uau!"... a mudança é notavel e ficou muito melhor do que antes. Eu amei!!
Estou sendo super sincera.

Amando a história.
Obrigada pelo carinho que deixou no meu blog, eu que aprendo a ser escritora com você.. estou tentando aprender..rsrsrs
bjos

Karla Thayse disse...

Seus escritos encantam...
Tá tudo muito lindo por aqui!
Tenha uma semana de luz!
Beijoo

Postar um comentário

 

Design in CSS by Nana França and sponsored by Mitsuyia
...E Nada é Para Sempre created by ...E Nada é Para Sempre