...

O vento levantava as folhas secas ao redor das árvores, agitava os galhos... Despenteava os cabelos de Lia...
- Nunca irá entender, não é? Desde quando me desejas?
- Isso não importa, Edward.
Lia tentou fugir, mas o rapaz a deteve violentamente imprensando-a contra um tronco de ipê. Segurou firme o braço da moça deixando sua marca... Olhou em seus olhos...
- A senhorita deve esquecer tudo o que aconteceu nesse bosque. Não ouse dizer mentiras... (...)Aos poucos, uma poça se formava aos seus pés, a sua frente, Mary, Ashton e Lara não entendiam o que havia acontecido. Lara apenas o abraçou.

5 comentários:

Tatiane Lemos disse...

completamente lindo, como vc tem um dom de escrever desse jeito menina?

Tania Girl disse...

Humm...
Senti que Edward ficou balançado pela declaração...
Deixa ele ficar com ela, por favor....rs
bjinhos

Elaine França disse...

hahahah... Não sou eu que decido Tania, eu apenas escrevo o que os personagens me contam...

Juh soy... disse...

Um coração apaixonado se torna cego.

Mas eu vi tbm que ele ficou um pouco mexido com tudo o que acontceu.

vituu disse...

se nada e para sempre o nada nunca acaba e tudo sempre passa?Verdade seja dita não precisa ser eterno se durar a vida toda ja ta bom uai gostei muito desse espaço aqui palvras bem profundas voltarei ate mais

Postar um comentário

 

Design in CSS by Nana França and sponsored by Mitsuyia
...E Nada é Para Sempre created by ...E Nada é Para Sempre