...


Lara Lee, que seguia logo atrás do casal, fechou as portas abandonando a velha Betina imóvel, estática, em meio ao salão. A jovem haveria de deixar a querida cativa alheia à conversa. Então simplesmente fechou a porta, trancou-a!

- Enfim sós!
Sorriu angustiada a mais velha das irmãs, tentava não aparentar fraqueza, estufou o peito, ajeitou o vestido, contornou a mesa de madeira e caminhou firme até a poltrona confortável do general. Respirou fundo... Sentou-se acomodando o corpo... Sentiu um misto de prazer e autocontrole. (...)A poltrona do velho pai realmente havia lhe caído muito bem, afinal, quem defenderia seu lar e sua família senão a mais velha das Lee?

5 comentários:

descobrindothaina disse...

hoje vim aqui divulgar a novidade do meu blog nos dias de quarta-feira; dê uma olhada lá, você vai gostar :D
;** lindaa

Tania Girl disse...

Oii
Andei um pouco sumida, mas estou aqui acompanhando a história.. que aliás, está ótima como sempre!! :))
bjos

S.S. Brunna disse...

Adorei! Estou seguindo!

TeXuco disse...

Acho que é a poltrona .-.
Só pode ser ela!
ahsauhsau
Continue postando, estou ansiosa para os próximos capítulos.
Beijos

Marcos Aquino disse...

Ah que história legal, segui pra voltar sempre ! Beijos..

Postar um comentário

 

Design in CSS by Nana França and sponsored by Mitsuyia
...E Nada é Para Sempre created by ...E Nada é Para Sempre