...

Mas como era de se esperar, todos os cavalheiros do recinto irritaram-se com a declaração do jovem Ashton. Sua posição política afrontava os demais que ansiavam pela guerra, as palavras do rapaz haviam destoado do restante dos senhores. Com o sangue fervendo, um cavalheiro desconhecido ousou sacar seu revólver mirando-o no rosto do herdeiro dos Mc’Lean. A atitude do desconhecido não surpreendeu a ninguém, era desejo de todos puxar o gatilho na fuça do atrevido que ousava falar de abolição e resmungava a favor de Abraham Lincoln.
O salão inteiro silenciou, todos ficaram imóveis embora não surpresos.
- Abaixe a arma, senhor!
Edward interferiu na situação aproximando-se do homem.
(...)Logo, abriu um caminho entre os cavalheiros e partiu! Com toda a elegância e despeito do mundo, Ashton cruzou o corredor e saiu no salão principal onde mirou as irmãs Lee no alto da escada...

4 comentários:

Flavia C. disse...

Oi querida (: Adorei suas histórias, escreves muito bem!
Obrigada pelo comentário no meu blog, estou te seguindo também... Beijos! ;*

Tatiane Lemos disse...

OI querida adorei seu blog!
Ja seguindo!
Beijos, passa no meu?

Jυℓyαnα ツ disse...

Tem selinho pra vc lá no meu blog, ok?

Bejãooo ;*

TeXucoO disse...

Aposto que foi mó confusão ai ;s
Beijos flôr

Postar um comentário

 

Design in CSS by Nana França and sponsored by Mitsuyia
...E Nada é Para Sempre created by ...E Nada é Para Sempre