...

Seguindo pelos corredores vazios, Lili caminhava com Pimpo nas mãos. Caminhava olhando fixo para a porta fechada do escritório. Caminhava atraída pelos ruídos das vozes dos homens mais poderosos do Sul, eles especulavam... Lili encostou-se à porta, pôs seu ouvidinho na tentativa de captar alguma frase sem sentido para ela. Fechou os olhos... Apertou o ouvido na porta...
- Deus... Acho que é culpa do Abraham Lincoln...
A pequena sussurrou sem saber o impacto de tal declaração.(...)
Os dois conversavam descontraídos quando uma voz forte e segura chamou a atenção de todos na sala, até mesmo o cavalheiro que tocava suspendeu a melodia.
- Boa noite, senhores!

7 comentários:

Jυℓyαnα ツ disse...

*-*

Lancaster!!!

Posta mais????????
Pr favor!!!




Bejãooo ;*

Nana disse...

hahahahhahahahhahahahahah...

Juliana Camargo disse...

nao consigo acompanhar todos os capitulos
mais sempre quando leio um pouco é como se fosse magica
ja pensou em tentar publicar o livro?



e em relaçao ao seu post no meu
é verdade a gente escreve bem melhor qunado deprimidas, as palavras parecem ser nossas amigas que aliviam que acalmam.Pois elas por mais que vc as fale elas nao vao te reprimir!

Tania Girl disse...

Esse Edward parece ser o máximo!
continuação, continuação...
bjos

TeXucoO disse...

Isso ainda vai dar um rolo quando as meninas virem o Edward!
___
Eu também sou meia cegueta, eu ficava doida quando eu ia ler e não conseguia ;~
ahsuahusha
Beijos

E.Suruba disse...

Tu escreve intermediario, igual ao Dan Brown! Eu gosto, dá vontade de ficar lendo pra ver o que vai acontecer no próximo

Liza disse...

Uuui, Edward e Mary eh só amizade mesmo? (66'
Haha', que maldosa, eu =x
Posta maaais? *-*
:*

Postar um comentário

 

Design in CSS by Nana França and sponsored by Mitsuyia
...E Nada é Para Sempre created by ...E Nada é Para Sempre